A Qualicom incentiva o respeito à diversidade em todos os lugares!

Seja nas escolas, nos ambientes religiosos, nas empresas ou em qualquer lugar ou circunstância. Assim, nesta semana, decidimos demonstrar o nosso apoio a essa forma de (con)viver. Somos diálogo e, por isso, somos diversidade.

Essa é a nossa filosofia e, diariamente, buscamos praticá-la em nosso ambiente de trabalho. Então, convidamos algumas pessoas de nosso time a compartilhar o que pensam sobre a nossa postura e como se sentem pertencendo à Qualicom.

A pergunta que fizemos foi: “Como a sua empresa abraça a diversidade?”. Confira o que eles têm a dizer!

“Saber que eu posso trabalhar sendo exatamente quem eu sou, sem precisar esconder minha vida e principalmente minha família, é a maneira mais bonita que a Qualicom abraça a minha diversidade. Não existe medo, julgamento ou preconceito. É um lugar seguro em meio a um mundo ainda muito caótico e perigoso aos LGBTQI+. Viva toda forma de diversidade!”  –Marcelo Ramos

“A Qualicom abraça a diversidade desde o início, contratando profissionais que estão inseridos no grupo LGBTQI+. Isso já é um ganho para a comunidade e para nosso desenvolvimento social como um todo. Sendo um LGBTQI+, sempre fui bem respeitado pela equipe da Qualicom – não pela minha orientação sexual, mas sim pelo meu trabalho. Por isso, há 3 anos permanece em mim o respeito e a vontade de me tornar um profissional melhor, ajudando a empresa a entender o Vale.” – Marcos Fernandes

“A minha empresa abraça a diversidade pelo simples fato de se posicionar. Somos uma nação com mais de 50% da população composta por negros, com mães solo e chefes de família, e com equidade salarial entre homens e mulheres ainda distante. Além disso, somos também o país que mais mata LGBTQIA+ no mundo! Dar visibilidade e discutir temas como esses nos traz clareza sobre realidades que nunca teremos contato e, mais do que isso, nos desafia a pensar e a desenvolver, por meio dos negócios, mecanismos de inclusão que melhorem as oportunidades para todas essas pessoas.” –  Vinicius Araújo

Escrito por
Amanda Simpson – Jornalista Conteudista